Princípais Técnicas Utilizadas na Acupuntura Veterinária

- Acupuntura (agulha seca) .

A acupuntura é uma terapia que visa o equilíbrio de algumas enfermidades pela aplicação de estímulos através da pele, com a inserção de agulhas finas em pontos específicos. As combinações de pontos é o meio pela qual o acupunturista veterinário pode iniciar a cura ou o equilíbrio do paciente, onde o tempo do estímulo dos pontos com as agulhas varia entre 10 a 30 minutos, dependendo se há estimulo elétrico ou apenas manual.

-Eletroacupuntura.

A eletroacupuntura consiste em estimular os pontos de acupuntura utilizando corrente elétrica através de eletrodos conectados nas agulhas para potencializar seus efeitos e produzir analgesia.

- Hai-hua: a acupuntura sem agulhas e com eletroestimulação.

O HaiHua é um novo tratamento terapêutico, que combina os métodos da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) com a mais avançada tecnologia eletrônica para buscar o equilíbrio interno dos órgãos. As agulhas são substituídas por dois eletrodos, que conduzem uma suave onda eletrônica pelo corpo. A ação de cada eletrodo equivale ao estímulo simultâneo de 132 agulhas, desobstruindo os meridianos, ativando a circulação sangüínea e reequilibrando a energia vital do organismo.
O sistema do HaiHua é baseado no uso da energia eletromagnética, sendo que cada um dos eletrodos estimula os pontos de tratamento. O HaiHua utiliza recursos terapêuticos equivalentes a outros tipos de tratamento como a magnetoterapia, a eletroterapia, as ventosas, a massagem e a acupuntura.

-Acupressão.

Consiste na aplicação da pressão do dedo à superfície do corpo, em um padrão geral (massagem) ou em pontos locais designados. A acupressão é provavelmente um dos métodos mais antigos de estímulo de pontos de acupuntura.

-Acuinjeção.

Consiste na injeção de soluções e produtos medicinais em pontos de acupuntura, é uma forma rápida e normalmente fácil de tratamento, ela apóia adicionalmente a estimulação das agulhas e sobretudo é indicada na auriculoterapia, pois as agulhas são rapidamente arrancadas apenas com um movimento de cabeça. As vantagens da acuinjeção são: a maior parte dos materiais usados está disponível para clínicos de pequenos animais, o paciente não precisa ser contido por muito tempo e a aceitação do proprietário é grande, pois ele já está acostumado a ver seu animal de estimação receber injeções regularmente. Normalmente é usada uma agulha hipodérmica, com 1,3cm de comprimento e 0,3mm de polegada. As substâncias mais comumente utilizadas na injeção são água destilada, soluções eletrolíticas (solução salina a 0,9%), vitaminas (especialmente B12 e C), antibióticos, extratos de ervas, anestésicos locais, analgésicos (por exemplo, fenilbutazona) e agentes antiinflamatórios esteroidais e não esteroidais.

-Moxabustão.

É o aquecimento dos pontos de acupuntura por meios da queima de uma erva sobre ou acima da pele sobre os acupontos. A erva usada (Artemisia vulgaris), geralmente utilizada em patologias que pioram com o frio.

-Ventosaterapia.

Essa técnica envolve a aplicação de uma pressão negativa nos pontos de acupuntura. Existem três tipos de ventosas descritos, um dos quais é feito de bambu com boca e base estreitas e seção média ligeiramente alargada. Os outros tipos são potes globulares de boca estreita feitos de vidro ou cerâmica.

-Laserpuntura.

É a utilização do laser de baixa freqüência em pontos de acupuntura, utilizada em animais que não permitem agulhas. Os felinos são particularmente beneficiados com esta técnica.

-Implantes de ouro.

É a inserção de pequenos fragmentos de ouro 18k em pontos de acupuntura para produzir analgesia permanente. É uma técnica utilizada em patologias osteomusculares, como a displasia coxo-femoral, onde o animal precisará da acupuntura pelo resto da vida. É uma forma de estimulo contínuo dos pontos. O animal precisa estar sedado e o ouro não causa reação no organismo.